Fogão Solar Bi-Angular de Doze Lados (DATS)

Retirado de:  http://solarcooking.org/portugues/DATS-pt.htm 

Por Teong H. Tan - Veja video no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=RsQCBnMBeCo&NR=1&feature=fvwp      

Eu conheci o mundo do cozimento solar em 1982 quando, como um estudante, eu estava trabalhando com experimentos de transferência de calor no Brace Research Institute, em Montreal. Brace tinha feito um pouco antes esses experimentos e testado uma variedade de fogões solares. Muitos anos se passaram sem mais nenhuma exposição de fogão solar até que eu descobri a página da Solar Cookers International na internet a três anos atrás. A página se transformou no lugar onde eu me atualizo sobre atividades em cozimento solar.

Apresentação

O "Cookit" é um dos meus fogões solares favoritos. Depois de ler sobre a dificuldade que muitas pessoas enfrentavam em localizar sacos resistentes ao calor e observar que sacos comuns se derretiam em contato com as vasilhas de cozimento quentes, eu comecei a pesquisar a possibilidade de um fogão simples, de baixo custo e fácil construção e que não precisasse de sacos de plásticos. Eu projetei um que eu chamei de Fogão Solar Bi-Angular de Doze Lados (BADLa). Ele parece funcionar em dias claros e ensolarados.

O fogão BADLa usa 24 pequenos painéis reflexivos para concentrar luz solar extra para compensar o calor perdido pela falta de uso do saco plástico. O projeto do BADLa é semelhante a um fogão parabólico de foco fundo, mas ao invés de usar uma parábola verdadeira, os múltiplos painéis planos concentram a luz solar na vasilha de cozimento. Os dois ângulos das superfícies reflexivas, 45° e 60°, são tais que uma curva possa ser introduzida entre eles para rigidez estrutural e para manter a forma do fogão. Esta rigidez estrutural permite que o fogão BADLa seja construído de papelão.

Um fogão BADLa, testado em Shanghai, alcançou a temperatura máxima de 140°C (284°F) dentro de uma vasilha de cozimento vazia, em um dia ensolarado com 21°C (70°F) de temperatura ambiente do ar e ligeira brisa. Ovos ficam cozidos em 30 minutos e duas xícaras de arroz cozinham em 95 minutos. O fogão deve ser reposicionado a cada 45 minutos ou menos para melhorar a eficiência.

Uma estrutura de suporte simples, feita de bambu ou varetas de madeira, construída como parte integrante do fogão BADLa para segurar a vasilha de cozimento na posição desejada para o cozimento.

O fogão BADLa é mantido rígido por uma corda que une todos os doze painéis de 45° com o final do fundo. A corda é mantida apertada por torção na volta livre ao redor de uma vareta curta. Quanto mais apertada for a corda, melhor o fogão BADLa mantem sua forma. Se necessário, uma pequena manopla de corda, amarrada através de dois painéis opostos, nas posições de 3 e 9 horas, pode ser usada para puxar em alguma parte bamba do fogão devido à gravidade. Folgando a corda e removendo a estrutura de suporte da vasilha de cozimento, o fogão BADLa pode ser dobrado para ser guardado ou transportado.

O material necessário é papelão, folha de alumínio, cola branca, fita adesiva para papel, pequenas varetas de bambu ou madeira e corda.

Construção

Corte 12 pedaços retangular medindo 24cm x 61cm cada um.

Trace e corte a forma mostrada a seguir em cada painel de papelão. Faça um dobra reta a 24 cm de distância do final pequeno do painel. Faça um furo em cada uma das "orelhas" no terminal estreito do painel, como mostrado, e dobre as orelhas afastando-as de você.

 

Coloque os painéis lado a lado, ao longo da borda mais longa de cada painel e prenda-os junto com a fita até que os todos doze painéis estejam juntos para formar um anel. Cole a folha de alumínio na superfície interna de todos os lados do fogão.

 Cole todos os lados dos painéis juntos ao longo do lado mais comprido.

Todos os doze painéis juntos formam um anel.

Passe a linha através dos furos feitos nas orelhas na parte mais baixa do final do fogão para manter os painéis de baixo juntos. Torça a volta livre da corda ao redor de uma vareta curta, para eliminar o frouxo na corda e formar um tipo de parábola funda e rígida. Para melhorar a eficiência, cubra a parte redonda aberta no fundo do fogão com um disco reflexivo.

 A corda junta os painéis, mantendo-os juntos.

 Uma pequena vareta elimina o frouxo na corda.

 O lado de fora da concha de um fogão completo.

 O lado de dentro da concha do fogão completo.

Para construir o suporte da vasilha, perfure um pequeno buraco no meio da parte baixa dos quatro painéis. Empurre duas varetas de madeira ou de bambu de 35 centímetros de comprimento, em pararelo, através dos quatro furos, para formar um par trilhos para suporte para a vasilha de cozinhar. Pequenos pedaços de papelão são então colados no lado de fora, ao longo do fundo das duas varetas salientes, para suporte dos trilhos adicionais. Amarre o final das varetas expostas com tiras de borracha para evitar que as varetas deslizem. Prenda duas varetas de bambu ou madeira de 29cm perpendiculares aos trilhos e coloque entre o final dos fundos das varetas entre as orelhas dobradas do painel mais baixo. Conecte as duas junções perpendiculares das varetas/trilhos com um fio ou corda para melhorar a estabilidade da vasilha, permitindo a colocação de potes de até 2,5kg.

 Varetas salientes com pequenos suportes de papelão

 

O fogão BADLa agora está pronto para o uso. Posicione o fogão diretamente para o sol. Uma vasilha preta, com comida, agora pode ser tanto colocada inclinada ou na horizontal no trilho do suporte para cozinhar, devido ao calor gerado pela luz do sol refletida.